sábado, 23 de março de 2013

Nova avaliação reafirma previsão de maior probabilidade de chuvas abaixo da normal no CE


Apesar dos registros de chuva no Ceará durante esta semana, a previsão climática para a quadra chuvosa continua sem muito otimismo. Nesta sexta-feira, 22, a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme) reafirmou a maior probabilidade de chuvas abaixo do normal. Segundo o órgão, as condições atmosféricas e oceânicas se mantêm desfavoráveis. 

A conclusão foi divulgada após nova reunião mensal de avaliação climática para o Nordeste, desta vez realizada nos dias 20 e 21 deste mês, no Recife (PE). Os meteorologistas mantiveram a previsão de maior probabilidade de chuvas abaixo da normal no Ceará. Agora, o prognóstico abrange os dois últimos meses da quadra chuvosa no Estado (abril e maio) e o primeiro mês da pós-estação (junho).

Técnicos do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE), da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) e dos núcleos de meteorologia dos estados no Nordeste não consideraram significativas as mudanças das condições atmosféricas e oceânicas e apontaram probabilidades semelhantes às do mês passado: 40% para as precipitações ficarem abaixo da normal, 35% para chuvas em torno da normal e 25% de chances de chover uma quantidade acima da normal no período.

Assim como aconteceu nas reuniões de janeiro e fevereiro, no encontro de Recife também foi considerado o modelo atmosférico global gerado pela Funceme, único núcleo estadual do Brasil a fornecer esse tipo de informação em escala mundial. O novo produto da instituição foi analisado junto aos modelos do INMET e CPTEC/INPE.

Chuva nas últimas 24h
Entre a última quinta-feira, 21, e esta sexta-feira, 22, choveu em 41 cidades do Estado, de acordo com boletim da Funceme. Segundo o órgão, a maior precipitação foi registrada em Brejo Santo (42mm) e, em seguida, Jati (27mm). Ambas cidades ficam localizadas na região do Cariri. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário