sábado, 16 de março de 2013

Reforma ministerial de Dilma fortalece PMDB, cede ao PDT e irrita PR

O Vice, Michel (PMDB) e Dilma (PT)

Em busca de apoio para a campanha da reeleição, a presidente Dilma Rousseff (PT) fortaleceu o PMDB no governo e cedeu ao grupo do PDT que havia saído da Esplanada no rastro da “faxina” administrativa, em 2011. Na reforma ministerial iniciada ontem, Dilma sedimentou a aliança com o PMDB, impediu a debandada do PDT, que flerta com a possível candidatura ao Planalto do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), mas deixou o PR irritado.

A pedido do vice-presidente Michel Temer, Dilma transferiu Wellington Moreira Franco (PMDB) da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) para a Aviação Civil, pasta poderosa em tempos de concessão de aeroportos e obras para a Copa de 2014. Além disso, para facilitar a montagem do palanque petista em Minas, o deputado Antônio Andrade, presidente do PMDB mineiro, assume a Agricultura no lugar de Mendes Ribeiro, que voltará para a Câmara dos Deputados.

O PMDB continua comandando cinco ministérios (Minas e Energia, Previdência, Agricultura, Turismo e Aviação Civil), mas seu peso político aumentou. Fonte: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário