sábado, 6 de abril de 2013

Empresa acusada de espionagem nega qualquer vínculo com Governo do Ceará

A Kroll Inteligência nega ter acertado qualquer contrato com o governador Cid Gomes (PSB) ou com interlocutores do Governo do Estado do Ceará. Na quinta-feira (4), a empresa foi acusada de espionar o ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PR), sob encomenda dos irmãos Cid e Ciro Gomes.
 
O diretor de desenvolvimento de negócios da Kroll, Vander Giordano, negou que a empresa trabalha com o serviço de espionagem. Segundo ele, a Kroll atua nas áreas de
“gerenciamento de risco e consultoria na área de desenvolvimento de mercados".
 
Vander Giordano declarou que a repercussão do caso foi uma “grande surpresa” para a empresa.
Durante discurso na Assembleia Legislativa em que rebateu a denúncia, Cid Gomes ironizou a acusação de envolvimento com a empresa americana.
 
"Tenho mais intimidade com a IMF do que com essa Kroll. Não sei nem, me desculpem a expressão, o que diabo é isso”, declarou o governador.
 
Cid Gomes afirmou que todos os contratos feitos pelo governo do Estado são obrigatoriamente disponibilizados para a população. “Olhem lá e vejam se tem alguma Kroll”.

Lendo o pronunciamento de Eudes Xavier (PT), autor da denúncia, Cid Gomes satirizou as informações relativas à suposta ação de espionagem.
 
“Aqui diz que foram seis carros para espionar o Pessoa. O que é isso, foi o Tom Cruise que veio ao Ceará para espionar?”, satirizou Cid Gomes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário