quinta-feira, 30 de maio de 2013

A evolução da dança em Iguatu usada como fator de projeção social e profissional


O aluno Felipe Henrique é um bailarino premiado 
A dança muda a vida de muitos que querem enveredar pelo encanto dos passos e da postura que os movimentos do corpo proporcionam. Em Iguatu, a professora Nayane Rodrigues realiza um projeto social que envolve a dança para muitos que teriam condição de frequentar uma boa companhia de dança. Felipe Henrique é um exemplo e sucesso desse projeto. Um bailarino que tem se dedicado a essa arte e que tem lhe rendido elogios de grandes nomes da dança no Ceará. Muitos talentos tem sido descobertos através do projeto social da professora Nayane.

A disciplina na dança tem um fator preponderante
Na academia, os alunos também estudam um pouco sobre a dança onde existe um espaço onde funciona uma biblioteca que fica sempre disponível para os alunos. A situação escolar dos participantes do projeto social são sempre analisados para estimular os alunos a estudar.

Para o aluno de 14 anos, Felipe Henrique, que participa do projeto, "a dança tem sido muito importante para a minha vida pessoal e profissional. Tenho muitos sonhos e dentre eles, ser um bailarino profissional". Ele ja é um bailarino premiado, quando participou do FENDAFOR, festival de dança de competição estadual, e tirou o primeiro lugar, recebendo elogios pelo público e pela crítica. Também esteve ao lado da professora Nayane, em São Paulo, onde recebeu aulas de professores da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil que é a única Escola do Bolshoi fora da Rússia, uma das maiores do mundo. "Para mim, está diante de pessoas que frequentam a Escola Bolshoi e receber aulas dos professores de lá já é um momento fantástico e isso me deixou muito feliz em viver esse momento", comentou Felipe. 

Professora Nayane Rodrigues
Para a professora Nayane Rodrigues, esse projeto é um espelho refletido através da sua própria experiência de vida quando sentia a necessidade de frequentar uma academia de dança e muitas vezes se tornava difícil. Isso serviu para que ela pudesse, através das oportunidades que teve e obter sucesso na profissão, também disponibilizar oportunidades para crianças e jovens carentes, a frequentar uma academia de dança. Segunda ela, tem sido muito bom o nível de satisfação dela como profissional e como pessoa, ver que tantos talentos estão sendo descobertos através desse projeto. 

A Academia também tem oportunizado os seus alunos na participação de festivais locais, regionais, estaduais e nacionais disputando com grandes companhias de dança de renome nacional. A FENDAFOR, segunda ela, foi um evento que Iguatu se destacou e que em 2012 foi realizado em Iguatu. E o grande sonho de ter ido a São Paulo participar de aulas na Escola do Teatro Bolshoi, em São Paulo. "Isso credencia o nosso trabalho e nos faz continuar agindo dessa forma, oportunizando a essas crianças e jovens que não tendo a condição de está numa academia de dança, possam ser descobertas pelo talento através da dança", afirmou Nayane Rodrigues. 

Alunos fazendo aulas de jazz
Ainda sobre a postura do dançarino, segundo a professora Nayane, vários alunos utilizam a prática da dança por recomendação médica. Tonificação muscular, combate às gorduras extras, aumento da flexibilidade, melhora da coordenação motora, da postura, da memória e do controle da respiração e mais disciplina. A lista de benefícios que a dança proporciona parece não ter fim. E é a preocupação com a saúde que leva muita gente a arriscar seus primeiros passos em diferentes coreografias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário