sábado, 4 de maio de 2013

Após afastamento do prefeito de Quixeramobim os serviços da prefeitura são afetados


A Operação Quixeramobim Limpo I e II, coordenada pelo Ministério Público do Ceará (MP-CE), completa 25 dias após, o afastamento do prefeito Cirilo Pimenta (PSD), do vice- prefeito Tarso Borges (PMDB) e dos 24 gestores envolvidos nos casos de supostas irregularidades em licitações do município.

Os serviços prestados as escolas da região, como: Verbas para alimentação escolar e transporte escolar, são alguns dos problemas estão sendo afetados com o desligamento do prefeito.

De acordo com o Vereador Paulo Ferreira (PT), o município estava sem licitação para a merenda, mas o Ministério Público Estadual (MPE), já autorizou a pesquisa para novas empresas, que deverão fornecer o alimento.

O problema do transporte escolar só será resolvido quando o MP autorizar, a liberação de novas licitações.

O atraso do fornecimento das verbas existe desde o mês de fevereiro. O prefeito afirmou que ao assumir a prefeitura, já existiam três meses de pagamentos atrasados e que durante sua gestão, quitou duas parcelas da dívida.

O prefeito e o vice-prefeito informaram que não conseguiram resolver alguns problemas do município, devido, à ação do MP, e que os recursos federais não podem ser utilizados para os serviços da cidade, enquanto não finalizar as investigações.

Segundo o promotor André Clark Nunes, não existe intervenção do MPE no repasse de verbas para o município. Ele ainda explicou que o afastamento dos gestores, não irá interferir na administração da prefeitura. E que os recursos serão repassados para atender todos os serviços públicos essenciais para cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário