sábado, 25 de maio de 2013

Ciro Gomes inicia trabalho de assessoria na Segurança Pública do Ceará

Ciro Gomes recebeu convite de Cid para auxiliar na SSP
Ganhou repercussão nacional a presença do ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes como articulador de ações de combate à criminalidade no Ceará. Ciro tem sido conselheiro nessa área e atendeu a um chamado do irmão, Governador Cid, para ajudá-lo nos estudos e medidas voltadas a melhorar os resultados das ações de segurança.

Há mais de um mês, este site antecipou que Ciro passara a se reunir com o Secretário de Segurança Pública, Francisco Bezerra, e a cúpula da Polícia Civil para estudar os números e ações que precisavam ser adotadas para frear o avanço da violência. A presença de Ciro foi interpretada como uma intervenção na área

A oposição definiu o papel de Ciro como secretário informal. Indiferente a críticas e versão dos opositores, Ciro mergulhou na Segurança Pública e comprou briga com lideranças dos policiais que cobram do Governo do Estado melhorias salariais e de condições de trabalho.

Um dos principais alvos das críticas do ex-governador é o capitão Wagner, vereador pelo PR em Fortaleza, e liderado do ex-governador Lúcio Alcântara e do ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa. Wagner foi acusado por Ciro de liderar milícia dentro da PM. Lúcio e Pessoa são inimigos dos irmãos Cid e Ciro.

O assunto ganhou repercussão nacional e, neste sábado, a Folha de São Paulo dá destaque ao conflito entre oposição e Governo nessa área: "Ele oficialmente não faz parte do governo, mas age como se fizesse", declarou o deputado estadual Heitor Férrer, ao ser abordado sobre o assunto.

Uma nota da Secretaria de Segurança Pública admite o papel de conselheiro desempenhado pelo ex-governador Ciro Gomes. Segundo a nota, Ciro, "de forma voluntária, sem remuneração ou cargos, importante papel como conselheiro do governo do Ceará na área de segurança" e conta com "apoio irrestrito" do secretário. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário