quarta-feira, 15 de maio de 2013

TSE cancela mais de 65 mil títulos eleitorais do Ceará


A Justiça Eleitoral cancelou 1.354.067 títulos dos eleitores que não votaram e não justificaram a ausência nas últimas três eleições. O prazo para regularização expirou no dia 25 de abril. Do total de 1.514.621 títulos passíveis de regularização, 155.663 ou 10,27% foram regularizados. 

O Ceará foi o quinto estado com o maior número de eleitores que não tiveram a situação regularizada. De 73.053 que estavam em situação irregular, 66.365 não compareceram para regularizar a situação e somente 6.544 tiveram os documentos regularizados, o que representou 90,8% do total em débito com a Justiça Eleitoral.

Segundo a legislação, o eleitor que tiver o título cancelado ficará excluído da participação no pleito e, sem a prova de que exerceu o voto, justificou a falta ou pagou a respectiva multa, poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e obter certos tipos de empréstimos e inscrição. 

A irregularidade pode gerar dificuldades para investidura e nomeação em concurso público, matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e obtenção de certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário