sábado, 8 de junho de 2013

Prefeito Aderilo Alcântara acompanha vacinação em crianças neste sábado (08)


Prefeito Aderilo, Michelly Brasil (esposa), Virna (filha) e Lucas (filho)
A campanha de vacinação contra a paralisia infantil, que começou neste sábado, tem prosseguimento até o dia 21. Neste sábado, o prefeito Aderilo Alcântara visitou o PSF São Sebastião onde foi ver de perto o trabalho de vacinação da equipe e aproveitou para vacinar o seu filho Lucas que foi acompanhado da primeira dama, Michelly Brasil. 

A procura pela vacinação neste sábado foi grande principalmente no horário da manhã. Todos os PSF's estavam engajados neste dia na Campanha de Vacinação contra a Poliomielite. Aderilo Alcântara em entrevista no rádio, neste sábado, conclamou aos pais a levarem seus filhos aos postos de vacinação para que possam imunizar todas as crianças de Iguatu.   

Lucas tomando as gotinhas da vacina no PSF São Sebastião 
A meta no Estado do Ceará é vacinar 95% das 594.019 crianças de 6 meses a menores de 5 anos. Em todo o Brasil, a expectativa do Ministério da Saúde é vacinar 12,2 milhões de crianças durante a campanha. Foram investidos R$ 32,3 milhões em repasses do Fundo Nacional de Saúde para os estados e municípios. Para o Ceará, foram encaminhadas 891.030 doses da vacina para atender à população alvo. Ano passado, foram vacinadas 99% do público alvo.

Em 2013, as crianças, a partir dos 6 meses, receberão a vacina oral (VOP), as gotinhas. Já as crianças menores de 6 meses, já estão sendo vacinadas com a injetável (VIP) nos postos. 

O último caso registrado de poliomielite no Brasil foi em 1989, na Paraíba. Desde 1994, o País mantém o certificado emitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de erradicação da poliomielite. De acordo com a OMS, entre 2011 e 2012, 16 países ainda registraram casos da doença. A maioria é decorrente de importações do poliovirus selvagem de países endêmicos (Afeganistão, Nigéria e Paquistão) ou de países que restabeleceram a transmissão (Angola, Chade e República do Congo). Este ano, foram registrados 32 casos da doença no mundo, sendo oito no Paquistão, 22 na Nigéria e dois no Afeganistão. Por isso, para evitar a reintrodução do vírus no Brasil, é fundamental a manutenção da vacinação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário