sábado, 8 de junho de 2013

Primeiro lote do Imposto de Renda será liberado neste dia 10 pela Receita Federal

A Receita Federal libera na próxima segunda-feira, 10, a partir das 9 horas, consulta ao primeiro lote do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2013. Em 17 de junho as restituições serão creditadas, mediante depósito bancário, para 1.996.333 contribuintes, em um total de R$ 2,8 bilhões. Estarão no grupo não apenas valores do primeiro lote do exercício de 2013 (ano calendário 2012), mas também de lotes residuais de 2012 (ano calendário 2011), de 2011 (ano calendário 2010), de 2010 (ano calendário de 2009), de 2009 (ano calendário de 2008) e de 2008 (ano calendário de 2007).

 Para o exercício de 2013, foram incluídos 1.965.712 contribuintes, totalizando R$ 2,712 bilhões - o maior valor da história, de acordo com a Receita -, já acrescidos da taxa Selic de 1,60 %, correspondente ao período de maio de 2013 a junho de 2013.

Desse total referente ao exercício de 2013, parcela de R$ 2,242 bilhões (82,7%) refere-se a 1.736.949 contribuintes de que trata o artigo 69-A da Lei nº 9.784/99, sendo 1.545.119 contribuintes idosos e 191.830 contribuintes com deficiência física ou mental ou com moléstia grave.

Com relação ao exercício de 2012, terão direito à restituição 17 829 contribuintes, totalizando R$ 58,649 milhões, já acrescidos da taxa Selic de 8,85 % (maio de 2012 a junho de 2013). Quanto ao lote residual do exercício de 2011, serão 6.152 contribuintes, totalizando R$ 15,199 milhões, corrigidos em 19,60% (maio de 2011 a junho de 2013).

Com relação ao lote residual do exercício de 2010, serão creditadas restituições para um total de 4.367 contribuintes, totalizando R$ 9,593 milhões, já atualizados pela taxa Selic de 29,75%, (maio de 2010 a junho de 2013). Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet, ou ligar para o Receitafone 146. A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smarthphones.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerer o valor por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço “Declaração IRPF”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário