quinta-feira, 18 de julho de 2013

Manifestantes ficam nus dentro da Câmara Municipal de Porto Alegre

Manifestantes ficaram sem roupa dentro da Câmara
Antes de desocuparem a Câmara de Porto Alegre nesta quinta-feira (18), onde permaneciam acampados havia oito dias, manifestantes tiraram fotos nus nas dependências da Casa.

As imagens começaram a circular nos perfis de redes sociais de pessoas que integram o movimento na noite de quarta.

O protesto na Câmara foi promovido pelo Bloco de Luta pelo Transporte Público, grupo que reúne diversas entidades que pedem o passe livre.

Em uma das fotos publicadas na rede social, 23 manifestantes, com o rosto coberto, posam em frente a uma galeria com retratos dos ex-presidentes da Casa. Um deles segura um quadro retirado da parede com a foto da deputada federal Manuela D'Ávila (PC do B), que já foi vereadora.

O presidente da Câmara, Thiago Duarte (PDT), disse que a imagem é "deprimente" e desrespeitosa com a instituição. "Se querem fazer sexo grupal, que vão fazer em um local privado, não em um local público".

Ele afirma que vai "apurar com firmeza" as circunstâncias do protesto e que pretende responsabilizar vereadores que ajudaram os manifestantes.

Em seu Twitter, Manuela disse achar um "absurdo" a imagem e criticou aqueles que "relativizam" a democracia representativa.

No fim de semana, a Justiça chegou a determinar a reintegração de posse da Casa. A medida foi suspensa pela juíza Cristina Marquesan da Silva, que promoveu uma audiência de conciliação na quarta-feira. Os integrantes do Bloco de Luta concordaram em deixar o local a partir da noite de ontem.

Cerca de 400 pessoas estavam no plenário da Câmara, incluindo crianças e adolescentes.

A magistrada afirmou que a desocupação foi "pacífica" e que não houve prejuízos. O vereador Duarte diz que "provavelmente" houve danos e que um levantamento ainda está sendo feito.

Durante a mobilização na Câmara, houve princípios de tumultos, como bate-boca entre manifestantes e vereadores. Jornalistas foram impedidos de entrar na Casa. Fonte: Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário