domingo, 11 de agosto de 2013

Depois dos protestos Dilma Roussef inicia fase de recuperação da popularidade

Dilma Roussef
Depois do forte baque sofrido após as manifestações de junho, a popularidade da presidente Dilma Rousseff (PT) ensaia recuperação, conforme pesquisa Datafolha divulgada neste sábado pelo jornal Folha de S.Paulo.

As duas pesquisas anteriores feitas pelo instituto, no começo e no fim de junho, mostravam queda de 35 pontos percentuais na aprovação do Governo Federal. Contudo, os últimos números mostraram reversão do quadro, com crescimento de seis pontos na avaliação ótima ou boa.

O percentual subiu de 30% na pesquisa realizada em junho, em meio aos protestos no fim da Copa das Confederações, para 36%. Apesar da melhora, o índice ainda é o segundo mais baixo do governo Dilma Rousseff, 11 pontos abaixo dos 47% que julgavam o trabalho da presidente ótimo ou bom em março de 2011, na primeira pesquisa Datafolha após a posse.

É também a segunda vez em que a avaliação regular fica acima da positiva - 42% acham que o desempenho da administração federal não é bom nem ruim. Houve ainda oscilação para melhor da avaliação negativa. O índice dos que acham o trabalho de Dilma ruim ou péssimo caiu de 25% em junho para 22%. E 1% dos entrevistados pelo Datafolha disseram não saber como avaliar o desempenho da presidente.

A queda de Dilma nas pesquisas anteriores ocorreram após a presidente alcançar o ápice de sua popularidade, em março, quando 65% dos pesquisados pelo Datafolha consideravam sua gestão ótima ou boa.

A avaliação dos entrevistados sobre o desempenho na área econômica teve ligeira evolução, com a aprovação subindo de 27% para 30%

O Datafolha entrevistou 2.615 eleitores do País entre quarta e sexta-feira passadas. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário