quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Dilma Roussef estuda incluir microondas e armário de cozinha no Programa Minha Casa Melhor

A presidenta Dilma Rousseff disse nesta quinta-feira, 29, em Campinas (SP), durante entrega de unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, que o governo vai estudar a inclusão de forno micro-ondas e armário de cozinha no Programa Minha Casa Melhor, que conta com linha de crédito especial de R$ 18,7 bilhões para a aquisição de móveis e eletrodomésticos. Segundo Dilma, ela recebeu as sugestões da população, durante suas viagens pelo país.

Lançado em junho, o Programa Minha Casa Melhor permite que os beneficiários do Minha Casa, Minha Vida peçam um cartão para financiar até R$ 5 mil, com taxa de juros de 5% ao ano e prazo de até 48 meses para pagar. Dilma disse que a Caixa Econômica Federal, operadora do programa, abriu uma linha exclusiva para receber sugestões.

“Eu já escutei duas. Um pessoal lá em Minas Gerais falou para mim: ‘presidenta, bota não só a cama e o colchão, a mesa e as cadeiras, o armário de quarto, bota também o armário de cozinha’. Nós vamos fazer uma revisão e, se der certo na discussão com o varejo, nós vamos botar armário de cozinha. Em outro lugar, nos eletrodomésticos, além do fogão, da máquina de lavar, da geladeira, do computador, eles estão pedindo micro-ondas também”, disse a presidenta.

Dilma disse que todas as sugestões serão avaliadas e, em caso de aprovação, negociadas com as redes de varejo do país. “Nós começamos com isso, agora pediram mais duas coisas, a gente vai avaliar. É assim que funciona, porque nós vivemos em uma democracia”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário