sábado, 3 de agosto de 2013

Para equilibrar finanças governo do CE anuncia cortar gastos com pessoal e custeio

Cid Gomes, governador
O Governo do Estado vai cortar gastos com pessoal e custeio para equilibrar as finanças e manter os investimentos previstos até o fim da gestão de Cid Gomes (PSB). O assunto foi discutido nas últimas quarta, quinta e sexta-feira pelo governador e as equipes das secretarias que terão de fazer ajustes, os quais serão detalhados na próxima sexta, 9, durante reunião do Conselho de Gestão por Resultados e Gestão Fiscal (Cogerf). “Essas reuniões são um momento de tomar consciência, de reflexão, e, a partir daí, de aperfeiçoamento”, disse o secretário estadual de Planejamento e Gestão, Eduardo Diogo.

O secretário não quis especificar quais secretarias deverão passar pelos maiores cortes, preferindo destacar o aumento total dos investimentos do governo. “De 2007 a 2012, o governo consolidou R$ 12 bilhões em investimentos. Significa que o Estado ampliou a prestação de serviços ao cidadão. Isso obviamente gera um aumento na folha de pessoal e de custeio da máquina”.

Segundo Diogo, no período citado a folha de pessoal cresceu 104, 4%, e a de custeio 132,2%. Ele ressalta que “25,65% dos servidores estaduais na ativa hoje foram nomeados pelo governador Cid. Tudo isso gera um aumento. Para que o Estado possa continuar gerando recursos, precisa fazer aperfeiçoamentos”.

Segundo Diogo, o governo não está trabalhando com uma cifra específica a ser alcançada ao fim do processo de ajustes. “Não há meta em milhões. O que há é meta contínua para uma melhor eficiência na gestão pública”, resume o secretário.

O Conselho de Gestão por Resultados e Gestão Fiscal é composto pelos secretários de Planejamento e Gestão, da Fazenda e da Casa Civil, além do procurador geral e do controlador geral do Estado. Dando sequência ao planejamento dos ajustes, o Congerf vai se reunir segunda-feira, 5, “para discutir os aperfeiçoamentos que serão feitos aqui para frente”, adianta Diogo. Já no próximo dia 9, o conselho se reúne novamente para apresentar ao governador as medidas que poderão ser tomadas em cada secretaria.

Avaliação
Pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgada em julho, mostrou que, para 58% dos cearenses, Cid Gomes e seus secretários utilizam “mal ou muito mal” os recursos públicos. O Ibope ouviu 602 pessoas no Estado entre os dias 9 e 12 de julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário