sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Zagueiro do Bragantino afirma que pode haver facilidade no jogo para beneficiar o Figueirense e prejudicar o Ceará e Icasa

Zagueiro Álvaro
Zagueiro e capitão do Bragantino, Álvaro concedeu uma entrevista ao site Futebol Interior e causou polêmica. O jogador disse que o presidente do clube, sem grandes explicações, mandou que seis jogadores que são titulares fossem sacados do time que vai enfrentar o Figueirense, neste sábado. A partida entre Bragantino e Figueirense é fundamental para a definição da última vaga que garante o acesso à Série A.

Titular da equipe e pronto para atuar na última rodada da Série B, Álvaro não vai a campo contra o Figueirense. Segundo o jogador, ele é um dos seis atletas que foram sacados do time por ordens do presidente presidente do clube, Marquinho Chedid, para o técnico Marcelo Veiga. 

"Eu não sou dono do Bragantino. O presidente criou uma situação e mandou tirar seis jogadores que são titulares absolutos. A gente não sabe o motivo disto tudo, mas podemos deduzir. Não tenho provas para afirmar os interesses em tirar estes jogadores, mas deduzir eu posso”, disse Álvaro ao site, se referindo a intenção do dirigente de enfraquecer seu time para beneficiar o Figueirense.

"Por enquanto o presidente mandou tirar quatro jogadores titulares absolutos: eu, Magno Cruz, Cezinha e Lincon, mas vão mandar tirar mais dois jogadores, inclusive o goleiro (Rafael Defendi)", denunciou Álvaro.

Na última rodada, o Ceará recebe o Joinville, na Arena Castelão, e o Icasa enfrenta o Paraná, no Durival Brito. Mesmo vencendo, nenhum dos times cearenses garantem o acesso à Série A se o Figueirense derrotar o Bragantino.

O vice-presidente e dirigente de futebol do alvinegro cearense, Robinson de Castro, já havia demonstrado preocupação com a situação em entrevista ao programa Trem Bala, da TV O POVO. O dirigente disse ter recebido uma ligação após o desfecho da 37ª rodada da Série B, denunciando que um 'determinado clube' (não quis revelar qual) teria sido procurado por outra equipe para 'facilitar o jogo', em troca de incentivo financeiro, o que configuraria na chamada 'mala preta'.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário