quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Produtores de arroz da região do Serrote em Iguatu comemoram a grande colheita do produto


Começou a colheita de arroz irrigado nas várzeas do Açude Orós, no município de Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará. Três máquinas fazem o trabalho em uma área estimada de 300 hectares. A colheita mecânica deve se estender até o fim deste mês. A produção estimada é de 1.800 toneladas.

Os produtores rurais disseram que a produção superou a expectativa inicial, mas reclamam da queda de preço do produto. A saca de 60 quilos de arroz em casca era vendida até o mês passado por R$ 50,00, mas agora caiu para R$ 40,00. “O custo de produção é elevado”, disse o agricultor, Marconi Chagas da Silva.

O produtor rural, César Lucas, plantou 30 hectares em parceria com quatro rendeiros. Desde 2002 que está na atividade. “Quando a colheita começa o preço do produto cai e isso prejudica todos os produtores”, disse.

O plantio começou em agosto passado, com apoio da Prefeitura de Iguatu, por meio da Secretaria de Agricultura do Município, que abriu um canal de terra e permitiu a transferência de água do Rio Jaguaribe para as áreas de produção. 

O prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara, disse que a Prefeitura deu apoio à produção de arroz irrigado nas várzeas do Açude Orós e que a atividade assegurou geração de emprego e renda no campo.

Colaboração de Honório Barbosa
DN Centro-Sul

Comentário do Blog: Como bem diz no texto, a Prefeitura de Iguatu, através do prefeito Aderilo Alcântara teve um papel fundamental no sucesso da colheita de arroz dessa região com a revitalização do canal de irrigação feito através de uma retroescavadeira que abriu o canal levando água do Açude Orós para os irrigantes e só assim foi possível viabilizar essa produção espetacular. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário