sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Greve do Sindicato dos agentes penitenciários do Ceará foi considerada ilegal

Manisfestantes (Foto: Sindasp-CE)
Dezenas de agentes penitenciários e aprovados no último concurso doaram sangue nesta sexta-feira (28), na Praça do Ferreira, no Centro, pela campanha do Hemoce. O ato solidário foi uma manifestação do Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE), contra a ação do Batalhão de Choque da PM, na terça-feira (25), quando agentes foram feridos por balas de borracha.

Para o presidente do Sindasp/CE, Valdemiro Barbosa, “sangue bom é doado, não derramado”, ao se referir aos agentes feridos na ação da PM. O dirigente voltou a denunciar que agentes penitenciários estariam sendo coagidos a não aderirem à paralisação, prevista para este Carnaval.

A greve do Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos do Sistema Penitenciário do Ceará (Sindasp/CE), prevista para começar a partir deste sábado (1º), coincidindo com o início do Carnaval, foi considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), em decisão do desembargador Durval Aires Filho, nesta sexta-feira. De acordo com a Justiça, caso haja descumprimento da ordem, o Sindicato deve pagar uma multa diária de R$ 20 mil e cada agente penitenciário de R$ 200.

Nenhum comentário:

Postar um comentário