segunda-feira, 3 de março de 2014

Sem citar Dilma, programa de TV do PMDB incomoda governo

Eunício é presidente do PMDB no Ceará
Causou surpresa no governo o programa de televisão do PMDB veiculado na noite de quinta-feira. No Palácio do Planalto, chamou atenção o fato de o principal partido aliado não ter feito uma aposta explícita no governo Dilma Rousseff, já que tem o vice-presidente Michel Temer na chapa.

No PMDB, a constatação é de que foi proposital fazer um programa enigmático ao sugerir aos telespectadores que façam escolhas; sem citar nominalmente Dilma ou o governo. Cresce no partido a ala que defende a neutralidade da sigla no palanque nacional.

O programa que ignora Dilma foi ao ar no momento em que o partido está rebelado por causa da resistência da presidente em ceder um sexto ministério aos peemedebistas. Hoje, a bancada da Câmara mandou um recado ao Planalto: o partido não aceita ser barriga de aluguel; na reforma ministerial para uma solução apresentada por Dilma.

A cúpula peemedebista está incomodada com a insistência de Dilma em querer impor o nome do líder no Senado, Eunício Oliveira (CE),para o Ministério da Integração Nacional. O PMDB ficou contrariado com a proposta do Planalto de indicar um empresário, amigo do governo, para o Ministério do Desenvolvimento na cota do partido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário