domingo, 20 de abril de 2014

Agricultores iniciam colheita de milho e feijão no Interior do Ceará

Foto - Silvania Claudino
O cenário no sertão é de alegria, com o verde proporcionado pelas chuvas, na maioria das regiões. A expectativa dos agricultores é de uma boa colheita, bem diferente do ano passado. Em muitas regiões, inclusive, já estão apanhando feijão e as primeiras espigas de milho. O aumento das chuvas a partir da segunda quinzena de fevereiro é responsável pela melhoria na safra no Estado do Ceará neste ano. Órgãos que atuam na área confirmam a realidade dos sertanejos. A projeção é que a safra seja maior em 339,92% que a safra passada.

O quadro crítico do ano passado e de 2012 será revertido, conforme relatório do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), feito por meio do Grupo de Coordenação de Estatísticas Agropecuárias do Ceará (GCEA), que atribui a melhoria dos prognósticos ao crescimento das chuvas especialmente na macrorregião do Cariri, que concentra grande parte da produção de milho, principal produto da safra de grãos do Ceará.

A expectativa de produção do terceiro relatório deste ano é de 1.071.069 toneladas de grãos em 2014. Comparando-se à estimativa do mês de fevereiro (1.004.154t) cresce 6,66%. Comparando-se à primeira estimativa do ano (1.069.109 t), representa crescimento de 0,18%.

Segundo o documento, produzido mensalmente, a produção será boa, na maioria das regiões, principalmente na comparação com o ano passado.

Na região Centro-Sul, as chuvas têm sido favoráveis à agropecuária. Quem plantou está animado e já começa a colher milho e feijão verde. Na localidade de Santa rosa, zona rural de Iguatu, os produtores estão satisfeitos com a safra de feijão verde, cultura tradicional, que abastece o mercado local. Os grãos são levados para a feira livre, mercadinhos e supermercados. A boa safra neste ano contribuiu para manter estável o preço do produto na Semana Santa, período em que há aumento do consumo.

Em Russas, na Região Jaguaribana, a colheita ainda não iniciou, mas há perspectiva de, no início de maio, a colheita aumentar, segundo afirmou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Russas, José Cândido. A principal cultura deverá ser o feijão.

Em Crateús, a colheita já começou em várias localidades. O agricultor Antônio Ribeiro começou a colher nessa semana o feijão plantado por volta do dia 20 de janeiro, bem como o milho cultivado em seus nove hectares de terra. Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário