domingo, 27 de abril de 2014

Prefeitura de Iguatu através da Secretaria de Cultura leva o "Baião na Feira" para a feira

Repentistas estão sempre presentes nesses momentos da Cultura
O "Baião na Feira", uma ação bastante consolidada em Iguatu, a cada edição surpreende mais ainda a todos que participam, o público, feirantes, a alegria e o contato com a tradição marcam as características do espaço, acrescentado ao barulho efervescente do comércio e o perfume das frutas, legumes e do tradicional pastel da rural. O público não tem cerimonia e vai se chegando enquanto as coisas vão sendo montadas, até o primeiro alô no microfone e a primeira harmonia na viola assim sabemos que é inicio de mais um "Baião na Feira", às 09h.

Os cantadores repentistas com suas violas abrem a manhã do sábado com suas sextilhas, o mourão perguntado, o galope à beira-mar e o tão esperado desafio, mas no meio do povo que se mistura entre as diversas culturas presentes na feira, sempre surgem os mais apaixonados, já pelas tantas embriagados, pedem seus motes com temas de amor e de saudade, desafiando a criatividade do cantador, nesse último dia 26 de abril a poesia ficou a cargo dos consagrados poetas Carlos Vieira, Vicente de Freitas e Zé Viana, que dentre recitações, canções e atendimentos de pedidos receberam o público que se reúne todo sábado na feira, para fazer suas refeições, comprar os ingredientes do almoço, momento oportuno para dar uma paradinha e olhar uma estrofe e talvez esquecer os afazeres e deixar esfriar a compra do dia.

Claudizinho de Paula é um nome talentoso na música
Para o poeta Zé Viana, "o "Baião na Feira" tem a missão de perpetuar a tradição iguatuense e divulgar cada vez mais o baião, agradeço a oportunidade da Prefeitura de Iguatu e a Secretaria da Cultura que vem dando esse forte apoio aos cantadores locais", afirmou ele.

A sanfona, a zambumba e o triângulo tem espaço de destaque em meio a tanta tradição cultural o baião contou com o caprichoso Paulo Cascavel e seu conjunto que homenagearam o Dia Nacional do Chorinho e relembraram os sucessos da boa música popular nordestina. Quem também esteve por lá foi a revelação ,Claudizinho de Paula, garoto acordeonista que tem tido bastante repercussão no Ceará com sua sanfona que só toca música de tradição.

Cascavel sabe e mostra no Baião da Feira o melhor do pé-de-serra
Para a Prefeitura de Iguatu esse é um dos mais eficientes projetos culturais que chega de forma direta ao público e propõe essa intervenção no cotidiano da cidade. As metas para as próximas edições são assimilar demais práticas culturais tradicionais como: práticas culinárias, característica da cidade e trazer a universidade firmando esse parceria em prol de nossa memória e nossas tradições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário