sexta-feira, 27 de junho de 2014

Governo do Estado atrasa pagamento de empreiteira por 7 meses e obra da Cidade Universitária de Iguatu está paralisada

Obras na área interna da "Cidade Universitária"

Há sete meses que a empresa responsável pela construção da Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec) não recebe os devidos pagamentos do governo do Ceará, o atraso atrapalha a conclusão da obra que já se arrasta por quase quatro anos.

Obras do ginásio coberto dentro da "Cidade Universitária"
A reportagem do portal Iguatu.net foi ao local e observou de perto que os trabalhos na Cidade Universitária estão paralisados. Em entrevista para nossa reportagem, o engenheiro Carlos Santos demonstrou preocupação com a situação, “ estamos há sete meses sem receber nada do governo, a última parcela paga aconteceu em dezembro de 2013 e foi referente há vários meses daquele ano, a situação está insustentável”, disse.

Para dar início aos trabalhos, o governador Cid Gomes, assinou no dia 30 de janeiro de 2009 o Decreto-Lei nº 3.365, de desapropriação de um imóvel, localizado no Centro de Iguatu, onde seria construída e implantada a Faculdade. E no dia 06 de julho de 2010 durante um evento em Iguatu, o governador assinou a ordem de serviço.


Duas empresas passaram pela obra, a primeira não suportou a demora no repasse das verbas e saiu da construção, “ eles praticamente faliram”, disse o engenheiro Carlos Santos.

Na entrada da Cidade Universitária, existe uma lista de funcionários que serão demitidos pela empresa responsável da obra, “ não temos como continuar com eles, e infelizmente devemos demitir cerca de quinze homens e nos próximos dias mais dez, já que não temos perspectiva de receber algum pagamento do governo”, afirmou Santos.

Questionamos o engenheiro sobre as explicações que a empresa recebe sobre o atraso dos pagamentos referentes aos serviços na FATEC, “ falam que existe um problema burocrático com o BNDES e por isto não estão podendo repassar nenhum pagamento para nossa empresa, até agora não temos perspectiva de nada”, adiantou.

A Fatec de Iguatu deverá oferecer cursos superiores de Tecnologia, Cursos Técnicos de nível médio e cursos de qualificação profissional inicial e continuada para toda mesorregião do Centro Sul do Ceará. Inicialmente, a previsão é que sejam implantados três cursos superiores de Tecnologia (Gestão da Tecnologia da Informação, Gestão Pública e Gestão de Recursos Humanos), com duração de três anos e meio, e três cursos técnicos (Manutenção e Suporte em Informática, Redes Locais e Serviços Públicos), com duração de dois anos.

O prédio será estruturado com 20 salas de aula, 11 laboratórios, sendo seis para área de Gestão e cinco para área de Tecnologia da Informação, biblioteca universitária e técnica, ambientes administrativos, espaços de convivência, auditório e demais dependências de acordo com padrões definidos pelo Ministério da Educação (MEC).

A reportagem do portal Iguatu.net entrou em contato com a Secretaria da Ciência e Tecnologia e Educação Superior (Secitece) que é a representante do Governo do Ceará na construção da FATEC-Iguatu e enviou uma nota sobre o caso.

Segue nota da Secitece:

A assessoria de Comunicação da Secitece informa que a obra do Campus Multiinstitucional de Iguatu está orçada em R$ 18.204.481,00, dos
quais R$ 16.384.032,90 (90% da construção) são financiados pelo BNDES-Estados e os outros 10%, correspondentes a R$ 1.820.448,10, são
de responsabilidade do governo estadual.

A liberação do BNDES obedece a um cronograma de desembolso próprio do banco. Por conta da demora desta liberação, o Governo do Estado tem assumido a obra. Tanto é que já investiu R$ 12.874.207,86 do tesouro estadual.

O BNDES fez a primeira liberação de recursos em junho/2014 no montante de R$ 11.586.787,07 para fins de ressarcimento ao Governo do Estado, já que este utilizou recursos a mais de seu tesouro para a obra. No mês de julho está prevista a segunda liberação do BNDES no valor de R$ 4.391.855,17. Os recursos serão aportados para a obra de Iguatu e o cronograma deverá ser normalizado. Fonte: Iguatu.Net

Nenhum comentário:

Postar um comentário