terça-feira, 3 de junho de 2014

Índice da Firjan sinaliza aumento no desenvolvimento do município de Iguatu

Eusébio e Sobral, com 0,8563 pontos e 0,8132 pontos, respectivamente, são os destaques do ranking cearense e nordestino do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), de 2011, divulgado na semana passada. As duas cidades são as únicas da região a apresentarem alto desenvolvimento, entre todos os municípios do Nordeste. No ranking Nacional, Eusébio aparece em 50º lugar e Sobral, em 245ª colocação; enquanto Fortaleza é a 20ª entre as capitais.

Criado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), para acompanhar o a evolução do índice de desenvolvimento dos 5.565 municípios brasileiros, o índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada cidade, em quatro categorias: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4001 a 0,6), moderado (de 0,6001 a 0,8) e alto (0,8001 a 1) desenvolvimento.

Esta sexta edição do IFMD, (a primeira foi em 2005), revela ainda, que dos 184 municípios cearenses, 118, ou 64,1% do total, apresentaram nível de desenvolvimento alto ou moderado, com predominância para o índice moderado, de 0,6001 a 0,8 pontos. Na comparação com o último estudo, de 2010, houve avanço em 69,6% das cidades.

O município de Iguatu aparece na 7ª colocação do ranking no estado do Ceará atingindo uma pontuação de 0.7531. O setor que obteve maior índice de desenvolvimento foi o setor de Saúde que atingiu 0.9394 pontos, seguidos do setor de Educação que atingiu 0.7293 pontos. O setor de emprego e renda foi o que menos cresceu em Iguatu atingindo 0.5905. 

Os 10 primeiros municípios no ranking do Ceará são: Eusebio, Sobral, São Gonçalo do Amarante, Maracanaú, Juazeiro do Norte, Jijoca de Jericoacoara, Iguatu, Fortaleza, Cascavel e Itarema. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário