sábado, 1 de novembro de 2014

Câmara de Iguatu aprova projeto do Executivo que regulamenta ampliação do PCCR dos professores

Prefeito Aderilo reunido com sindicato dos professores

O Poder Executivo do município de Iguatu encaminhou projeto lei que muda itens de uma lei já existente de 2012 para a Câmara Municipal de Iguatu na última sessão da quinta-feira(30). Trata-se da Lei Nº 1.645, de 28 de março de 2012 que regulamenta a ampliação definitiva da carga horária dos professores da rede municipal de ensino. O PCCR-Plano de Cargos e Carreira e Remuneração dos professores de Iguatu que fazem parte de Grupo Ocupacional do Quadro Próprio do Magistério dos concursos realizados nos anos de 1990, 1997, 1998 e 2001. Professores e membros do Sindicato dos Professores do município lotaram as galerias do Legislativo onde aguardavam a votação do projeto.  
O Poder Legislativo no apoio à categoria de professores

A mudança foi apresentada através de emenda apresentada pelo vereador e presidente da Câmara, Antonio Bandeira Junior suprimindo o inciso I do artigo 3º. que, segundo a lei, havia a necessidade para efetivar e ampliar a carga horária, uma avaliação de aptidão de desempenho mediante uma aula expositiva dentro da área de formação do professor. Além de suprimir o inciso I desse artigo, também foi revogado o Inciso VII do artigo 5º que não permitia ao professor participar do processo de regulamentação da ampliação definitiva da carga horária quem estivesse a menos de 5 anos de ser aposentado compulsoriamente  ou por idade. Essas duas solicitações foram feitas ao prefeito Aderilo Alcântara que, sensível a esses pedidos da categoria resolveu encaminhar à Câmara, a supressão desses incisos. 
Professores marcaram presença durante a sessão da Câmara

Durante a sessão a presidente do SINPROFI-Sindicato dos Professores de Iguatu, Edhe Vieira, falou sobre a luta da categoria e dentre essas reivindicações estava essa reformulação da lei do PCCR. Após a discussão no plenário do Legislativo, os vereadores aprovaram por unanimidade essa reformulação atendendo assim o pleito dos professores. Após a aprovação, a professora Edhe afirmou que "essa aprovação atendeu as nossas expectativas e nós só temos que agradecer a Deus por esse momento que tem uma grande importância para a nossa categoria. Foram vários os encontros que tivemos com o prefeito de Iguatu que foi sensível à nossa causa e agora estamos assim satisfeitos com essa conquista".  

Para o prefeito Aderilo Alcântara, a sua administração tem pautado sempre pelo diálogo com as diversas categorias de servidores, dentre eles a de professor e, segundo ele, é mais do que justo atender a esses profissionais que são pr demais importantes para o desenvolvimento da sociedade através do conhecimento que eles constroem na formação das pessoas e, portanto, fez o encaminhamento do projeto de lei que atende plenamente a categoria de professores do município. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário