segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Eleição da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Iguatu termina sem apuração e muita agressão e violência

Eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Iguatu termina em tumulto, bate boca e agressões físicas. O que ocorreu é que após a contagem das cédulas de votação, após os 17 vereadores votarem apareceu mais uma cédula entre as 17 votadas totalizando 18 cédulas que estavam na urna da votação. 

O tumulto se generalizou e os vereadores da bancada de oposição iniciaram uma série de agressões contra o presidente, vereador Bandeira Junior que imediatamente pediu reforços da Polícia Militar e da Guarda Municipal. As cédulas votadas acabaram sendo extraviadas por algum vereador e logo em seguida começaram agressões por parte das pessoas que estavam nas galerias da Câmara. 

A Polícia fez intervenção utilizando gás de pimenta para conter os ânimos. Logo em seguida o presidente da Câmara saiu do plenário e ao se dirigir para a saída acabou sendo agredido e foi preciso ser escoltado até um veículo que estava estacionado distante do legislativo e foram muitas as agressões psicológicas e físicas sofridas pelo presidente da casa. 

O veículo em que foi conduzido o vereador Bandeira Junior inclusive sofreu danos por parte de populares ligados ao grupo de vereadores da oposição quando de forma odiosa danificaram a lataria do veículo de propriedade do sr. Luiz Vicente, funcionário público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário