terça-feira, 21 de abril de 2015

Deputado Agenor Neto e o prefeito Aderilo Alcântara acertam parceria com a Defensoria Pública do Ceará


Na manhã desta segunda-feira, 20, o deputado estadual Agenor Neto ao lado do prefeito Aderilo Alcântara recebeu em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Ceará a Defensora Pública Geral do Ceará e presidente do Colégio Nacional dos Defensores Públicos Gerais - Condege, Andréa Maria Alves Coelho que ao lado de outros componentes da entidade debateram com os líderes políticos a instalação de um prédio da Defensoria Pública em Iguatu  e o retorno de defensores para atuarem na cidade.

Durante o encontro o deputado Agenor destacou a importância do órgão para o município, “Iguatu possui mais de 100 mil habitantes e neste momento os mais humildes não possuem acesso à justiça, devido a falta de defensores públicos, é lamentável o que o Estado vem fazendo com os pobres, que não podem pagar advogados e sofrem com a falta de assistência judiciária e queremos que isto acabe, os nossos irmãos mais carentes precisam deste equipamento em funcionamento o mais rápido possível", disse.

O prefeito Aderilo Alcântara afirmou que um terreno será doado para a instituição, “é uma situação calamitosa e assim que repassamos para o nosso deputado esta necessidade, ele rapidamente nos atendeu e agendou este encontro, onde acertamos uma parceria para a construção de uma comarca da defensoria pública em nossa cidade, os nossos irmãos mais carentes precisam ter acesso à justiça e não iremos medir esforços para isto”, destacou o gestor municipal.

A Defensora Pública Geral do Ceará, Andréia Coelho, saiu da reunião bastante satisfeita com o resultado do encontro, “sempre fomos bem recebidos pelo deputado Agenor Neto que percebeu esta necessidade não apenas na sua cidade mas em todo o Ceará e neste encontro ficou determinado que cerca de três defensores públicos concursados estarão atuando ainda este ano para auxiliar os populares mais humildes, possivelmente em setembro e, enquanto isto, será construída a nossa comarca nesta parceria que foi firmada com o gestor, até o termino desta obra, iremos atender a população no fórum da cidade”, finalizou.

Há mais de um ano que o município mais uma vez enfrenta a falta de um defensor público. A população pobre é a mais prejudicada. Para alguns juízes e promotores, a situação é considerada preocupante e um descaso por parte dos sucessivos governos estaduais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário