domingo, 14 de junho de 2015

61 municípios do CE em emergência estão impedidos de receber verbas

Por registrarem irregularidades ou inadimplências, 61 dos 95 municípios do Ceará com estado de emergência decretado pela União estão impossibilitados de receber repasse de convênios ou de firmar novas parcerias com o Governo do Estado. O levantamento feito pelo O POVO corresponde às informações registradas até as 18 horas de ontem no Sistema de Gestão Governamental por Resultado da Controladoria-Geral do Estado (CGE).  

Apesar de as exigências de regularidades e adimplências não se aplicarem, por lei, ao atendimento de situações de emergência ou calamidade pública e a programas e ações de educação, saúde e assistência social, a paralisação de obras de infraestrutura afeta o bem-estar da população e a circulação da economia local.

A dificuldade financeira é o principal motivo das queixas dos prefeitos do Interior. O gestor de Paramoti, Dr. Samuel (PSDB), ressalta a urgência com que alguns municípios precisam se regularizar por dependerem de repasses tanto do Estado como da União para o funcionamento de suas atividades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário