quinta-feira, 30 de julho de 2015

Adiamento da obra de transposição do Rio São Francisco ameaça abastecimento da região metropolitana de Fortaleza

O adiamento da entrega das obras de transposição do rio São Francisco para 2017 ameaça o abastecimento de água de Fortaleza e da Região Metropolitana. O projeto é peça fundamental para a segurança hídrica do Ceará, e a necessidade de conclusão da obra no ano que vem é reforçada pelo governador Camilo Santana (PT) há pelo menos dois meses.  

Ontem, durante solenidade com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, em Fortaleza, Camilo reforçou o alerta, mas disse que confia na chegada da água em 2016 pela Barragem de Jati, ao Sul do Estado.

A estimativa de concluir a obra em 2017 foi dada pelo ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, na posse do novo titular da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), na última terça-feira, 27. Quando esteve em Fortaleza, no dia 19 de junho, a projeção do ministro era de liberação do Eixo Norte da transposição em 2016, conforme O POVO publicou na edição do dia seguinte. Naquele momento, Camilo frisou que as águas da transposição precisam “mesmo” chegar ao Ceará no ano que vem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário