sexta-feira, 24 de julho de 2015

PMDB decide pela expulsão do vereador Carlos Mesquita por infidelidade partidária

Carlos Mesquita
A Comissão de Ética e Disciplina do PMDB do Ceará dará continuidade nos processos que tratam dos casos de infidelidade partidária. O primeiro caso foi julgado na manhã desta quinta-feira, 23, quando os membros da Comissão decidiram pela expulsão do vereador Carlos Mesquita. 

A decisão foi baseada na averiguação e constatação de denúncias apresentadas por filiados do partido, de que Carlos Mesquita não seguiu orientação do PMDB, convalidada em convenção, de apoiar o candidato da legenda nas eleições de 2014 para o Governo do Estado, o senador Eunício Oliveira, e apoiou o candidato adversário. Outros quatro casos semelhantes estão em análise e dois serão julgados na próxima semana.

Segundo o presidente da Comissão de Ética, Marlon Cambraia, todas as denúncias foram entregues à Comissão através da Executiva do PMDB. A partir daí foram instaurados procedimentos administrativos disciplinares para verificar se os filiados cometeram alguma infração prevista no Código de Ética do partido. Através de matérias de jornais, fotografias e outras provas, foi atestada a participação de Carlos Mesquita em atividades de campanha do candidato adversário. Fonte: Ceará News

Nenhum comentário:

Postar um comentário