sexta-feira, 24 de julho de 2015

Sesa confirma 10 casos de síndrome Guillain-Barré no Ceará

Dez casos da síndrome Guillain-Barré, que causa paralisia, foram confirmadas nesta sexta-feira (24) pela Secretaria da Saúde do Ceará. O Ministério da Saúde suspeita que essa doença possa ter relação com o vírus da dengue e da zika. Uma fraqueza intensa nas pernas seria o principal sintoma. Conforme a Sesa, novos casos estão sendo investigados.

A síndrome é considerada uma doença neurológica rara. Ela provoca fraqueza muscular e pode gerar paralisia em membros do corpo. As constatações da investigação epidemiológica da síndrome levam os profissionais da saúde a relacioná-la a doenças causadas por vírus, especialmente dengue, chikungunya e Zika vírus. De acordo com informações do Ministério da Saúde, o Sistema Único de Saúde (SUS) tem 35 procedimentos para tratamento da síndrome, entre diagnósticos, clínicos, cirúrgicos, de reabilitação e medicamentos.

Além do Ceará, a doença ocorreu também em outros estados do Nordeste, na Bahia foram notificados 53 casos e no Maranhão 14. A Secretaria da Saúde (Sesa) explica, por meio de nota, que “não há variação significativa de casos”, comparando com anos anteriores. Em 2014, foram 38 casos e, em 2013, 32. A Sesa instituiu a notificação e o detalhamento das ocorrências atendidas nas unidades de Saúde. Fonte: Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário