quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Homem que matou repórter e cinegrafista nos EUA pratica suicídio

O acusado atirou contra ele mesmo
O homem que assassinou friamente nesta quarta-feira, 26, nos Estados Unidos dois jornalistas de um canal de televisão durante uma transmissão ao vivo, não resistiu ao ferimento a bala causado por ele mesmo, informaram as autoridades locais.

"O suspeito deste tiroteio morreu no hospital de Fairfax Inova, no norte da Virgínia, em decorrência de um ferimento a bala causado por ele mesmo", declarou o xerife do condado de Franklin (leste) durante uma coletiva de imprensa.

O suspeito é Vester Lee Flanagan, de 41 anos, também conhecido como Bryce Williams. Ele chegou a ser detido e encaminhado para o hospital, onde veio a falecer. "Policiais se aproximaram do veículo e encontraram o motorista sofrendo com um ferimento provocado por um tiro. Ele foi transportado para um hospital para tratar dos ferimentos, que representam um risco para sua vida", informou a polícia em um comunicado.

Flanagan, de 41 anos, estava sendo perseguido pela polícia após ter supostamente atirado em dois jornalistas em frente às câmeras - a repórter Alison Parker e o cinegrafista Adam Ward. A ação, que aconteceu durante uma reportagem em um shopping center em Moneta, região sul de Virgínia, foi capturada pelo cinegrafista.

O suposto autor dos disparos é um ex-funcionário da WDBJ-TV, filiada da CBS. De acordo com o gerente-geral da emissora, Jeff Marks, Flanagan foi desligado da empresa há dois anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário