terça-feira, 29 de setembro de 2015

Deputado Agenor Neto destaca manifestação em Iguatu para cobrar investimentos do Governo

Deputado Agenor destacou o grande número de pessoas no evento
O deputado estadual Agenor Neto usou a tribuna da Assembleia nesta terça-feira (29/09) para destacar a realização de uma manifestação em Iguatu, na sexta-feira (25), em defesa de melhorias para a região Centro Sul. "O Iguatu parou. A população do Centro Sul, mais de 10 mil pessoas, foi às ruas para dizer que não aceita mais a região sem o campus avançado da UFC, distrito industrial, implantação de porto seco e concurso para a Universidade Regional do Cariri, a Urca, além de aumento de repasses para a área de saúde", disse.

O parlamentar destacou a participação de centenas de pessoas durante a manifestação para reivindicar a construção de casas no município. "São mais de mil famílias morando em condições impróprias, em barracos de lona, que foram às ruas reivindicar do governo do estado recursos do Fecop para a construção de casas", disse. O deputado lembrou que a última vez em que o governo construiu casas no município de Iguatu foi nos anos de 2005 e 2006, quando o mesmo era prefeito de Iguatu. "Nesses nove anos nenhuma casa foi construída no município com os recursos do Fecop, que hoje tem em conta mais de R$ 400 milhões", pontuou.

Agenor Neto lembrou que o prefeito de Iguatu já apresentou um terreno para a construção das moradias. "Que possa o governo do estado se sensibilizar com essas famílias e investir na construção de casas para essas famílias que estão em áreas invadidas", disse. O deputado criticou, ainda, o programa Minha Casa, Minha Vida, que segundo ele, será exclusivo para financiamentos e não para pessoas mais carentes. "As pessoas que menos tem ficarão excluídas", lamentou.

O deputado também voltou a cobrar recursos para a saúde da região Centro Sul, e disse que recebeu informações de que há em curso uma “estratégia maléfica” contra a região Centro Sul, mais especificamente contra o município de Iguatu. "A estratégia seria retirar o hospital regional de Iguatu e levá-lo para a cidade de Acopiara. Não quero crer que a política de saúde do Governo do Estado seja tão pequena. Não vamos admitir de maneira nenhuma esse comportamento".

O parlamentar voltou a lembrar que Iguatu está bancando a saúde dos nove municípios da região porque o Estado não faz os repasses de recursos necessários. "Levantamento feito pela Secretaria de Saúde do Estado indica que são necessários R$ 3,5 milhões por ano para cobrir essas despesas", informou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário