quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Dilma demite ministro da Educação, Renato Janine

Janine sai para a volta de Mercadante na Educação
A presidente Dilma Rousseff chamou o filósofo Renato Janine Ribeiro ao Palácio do Planalto para comunicá-lo que ele vai deixar o Ministério da Educação.

O MEC divulgou a seguinte nota nesta tarde: "A presidenta da República, Dilma Rousseff, esteve com o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, nesta quarta-feira (30), às 15h, no Palácio do Planalto. Ficou confirmada a sua saída da pasta. A presidente reconheceu e agradeceu o trabalho de Janine no MEC".

Aloizio Mercadante, que vai deixar a Casa Civil para voltar a comandar pasta, vai ser o quarto ministro da Educação em dez meses. Antes de Janine, Cid Gomes ocupou o posto e, de forma interina, o secretário-executivo da pasta, Luiz Cláudio Costa.

Dilma trabalha para concluir a reforma ministerial até esta quinta-feira (1º). A decisão de tirar Mercadante da Casa Civil foi tomada depois de muita pressão de aliados e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O atual ministro da Defesa, Jaques Wagner, vai substituí-lo na função.

A demissão de Chioro por telefone deixou auxiliares de Dilma estarrecidos. Mesmo conhecendo o temperamento da presidente, eles classificaram a atitude dela como "terrível" e "desrespeitosa". Incomodada com o teor das críticas do então ministro em uma entrevista publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo, Dilma decidiu dispensá-lo em uma rápida e fria conversa telefônica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário