sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Eduardo Cunha diz que PMDB não deveria ficar em nenhum ministério do Governo Dilma

Eduardo Cunha
Em visita a Goiânia, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), defendeu que o PMDB não tenha mais nenhum ministério do governo Dilma Rousseff ao comentar a reforma ministerial planejada pela presidente.

"Por mim, o PMDB deve ficar com zero ministério. Não só não vou participar [da reforma], como não quero que o PMDB participe. Eu defendo que o PMDB saia do governo e que tenha instância própria", disse Cunha, que cobrou uma convenção nacional do partido para discutir a saída da base governista.

"Se tem uma parte do PMDB que entende que tem que ficar no governo, que fique pela governabilidade, ou fique sem cargos, sem exigir mais cargos", disse. "Quem defende a governabilidade e acha que o Brasil passa pelo momento difícil que passa, não deveria exigir cargos para isso. Deveria estar desprendido pela política pública. Mas acho, essa é minha opinião pessoal, de militante do PMDB, vou defender na convenção, que eu espero que seja convocação, que o PMDB saia da base."

Cunha afirmou que o debate atual deveria girar em torno das medidas políticas e econômicas do governo, e não a ocupação de cargos, e disse que não se sente isolado no partido. "Se participasse de uma aliança, teríamos que estar discutindo a política econômica, a qualidade do ajuste fiscal e os impostos. Essa tem que ser a principal razão do debate, e não a ocupação de cargos", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário