domingo, 20 de setembro de 2015

Impeachment: Dilma promete mais três ministérios para PMDB defendê-la

Dilma pode dar mais poderes ao PMDB
Visando impedir o avanço do movimento pró-impeachment que estaria sendo reforçado por políticos do PMDB, a presidente Dilma Rousseff poderá ceder mais poderes para a sigla “aliada”. A ideia é propor mais três ministérios para o partido, para atender os grupos do Senado, Câmara e do vice-presidente Michel Temer.

A sigla vem sofrendo pressão para liderar o movimento de impeachment e a intervenção da presidente é exatamente uma tentativa de barrar o processo. Conforme notícia publicada neste sábado pelo Jornal Folha de S. Paulo, a ministra Kátia Abreu (Agricultura), teria entrado em contato com peemedebistas para apresentar a proposta. Os beneficiados diretos seriam Renan Calheiros e Leonardo Picciani (líder do PMDB na Câmara dos Deputados e aliado de Eduardo Cunha, presidente daquela casa e desafeto do Planalto).

Com Picianni do lado da presidente, dificilmente, a bancada do PMDB apoiaria o processo de impeachment, que poderá ser aberto nos próximos dias na Casa. Neste sábado, a presidente Dilma reuniu-se com os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Nelson Barbosa (Planejamento) para discutir a reforma administrativa ministerial, que deverá anunciar na próxima quarta-feira. Caso dez ministérios sejam cortados, pastas hoje dirigidas pelo PMDB poderão ser afetadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário