quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Prefeito Aderilo Alcântara e Agenor Neto participam de mais uma audiência com MP-CE para debater situação da Saúde

Em audiência com a promotora de Justiça do Ministério Público do Estado do Ceará, Dra. Isabel Porto, em Fortaleza, o prefeito Aderilo Alcântara e o deputado estadual, Agenor Neto levaram mais uma vez para a representante do MP-CE, a real situação da Saúde em Iguatu. A Dra. Isabel Porto cobrou do Governo do Estado uma decisão sobre novos recursos para o Hospital Regional de Iguatu ou pelo menos que o Estado assuma as despesas dos outros nove municípios.

"Não é justo que Iguatu seja o único município que banque com recursos próprios o Hospital Regional de Iguatu, que atende a mais de nove municípios, recebendo por mês do Governo Federal R$ 400 mil, do Governo do Estado R$ 390 mil e o município de Iguatu arca com uma despesa de R$ 700 mil", sinalizou Agenor. 


A própria Secretaria do Estado fez um levantamento e chegou a conclusão que os outros nove municípios teriam que repassar por ano para hospital regional de Iguatu R$ 3.600.000,00, mais não repassa nada.

"Nós estamos querendo que o Governo do Estado repasse apenas 8% do que é repassado para o hospital de Sobral para o Hospital Regional de Iguatu. Vocês acham que estamos pedindo muito ou até muito pouco?", indaga Agenor Neto.

De acordo com planilha de recursos, Sobral recebe R$ 11.885.626,97 ao mês, e Iguatu somente R$ 390 mil. "Sabemos que o hospital regional de Sobral é mais complexo, mais a diferença é uma aberração", disse Agenor Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário