sexta-feira, 30 de outubro de 2015

El Niño intenso pode trazer chuvas intensas ao Ceará

Estação de Pluviometria de Quixeramobim
O ex-presidente da Ematerce, agrônomo José Maria Pimenta, realizou uma pesquisa na Estação de Pluviometria de Quixeramobim, que há 138 anos faz a medição das chuvas no Ceará.

Pois bem: esse levantamento apurou que, de 1877 até este ano de 2015, registrou ao todo 134 El Niño, o fenômeno natural que aquece as águas do Oceano Pacífico e esfria as do Atlântico, provocando enchentes na região Sul e seca no Nordeste brasileiros.

Desses 134 casos, 15 foram de alta intensidade; 11 de moderada intensidade; e 8 de fraca intensidade.

Agora, atenção, porque a pesquisa trouxe um detalhe importante e interessante, que renova a esperança dos nordestinos: em 50% dos casos em que o El Niño foi de forte intensidade, as chuvas no Ceará também foram de alta intensidade.

Eis aqui três exemplos:
Em 1940, a pluviometria registrada na Estação de Quixeramobim alcançou 1.101 milímetros.
Em 1973, o registro das chuvas equivaleu a 1.573 milímetros.
Em 1982, em pleno El Nino de alta intensidade, a pluviometria registrada em Quixeramobim alcançou 816 milímetros.

Assim, de acordo com José Maria Pimenta, os cearenses devemos renovar a fé em Deus e nas virtudes da natureza. Fonte: DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário