segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Em reunião na noite desta segunda-feira, bancários que trabalham nos bancos públicos decidem permanecer na greve



Os bancários dos bancos privados do Ceará aceitaram as propostas da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e decidiram encerrar a greve em assembleia da categoria, que está ocorrendo desde as 19h desta segunda-feira, 2, na sede do Sindicato dos Bancários do Estado do Ceará (Seeb-CE), no Centro de Fortaleza. A partir desta terça-feira, 27, as agências privadas terão funcionamento normal.

Por uma diferença de nove votos, os bancários do Banco do Brasil decidiram continuar a greve - 123 pessoas opteram pela manutenção do movimento, enquanto 114 queriam o fim da paralisação. Já Banco do Nordeste (BNB), que também decidiu pela contuidade da greve, teve 96 bancários votando pela aceitação da proposta e 113 pessoas contra.

Na votação da Caixa Econômica Federal (CEF), 143 profissionais votaram pela manutenção da greve, enquanto 48 se mostraram a favor do fim do movimento.

Os bancários que retomam as atividades nas agências privadas terão que compensar uma hora de trabalho até o dia 15 de dezembro, segundo informou o Seeb. A medida será resolvida de forma interna e administrativa, portanto não vai alterar os horários de funcionamento dos bancos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário