segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Presidente do Sindpan estima reajuste de até 10% em produtos derivados do trigo

O consumidor deverá arcar com mais um aumento, agora no preço de produtos derivados do trigo. O presidente do Sindpan (Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria no Estado do Ceará), Lauro Martins, estima que alimentos do gênero deverão sofrer um reajuste de 8% a 10%, possivelmente, já em novembro.

O empresário diz que o setor vem sofrido com uma série de aumentos em matérias-primas e será inevitável o acréscimo desses custos no valor dos alimentos. "Está preocupante a situação para o empresário de setor de panificação, de massas e biscoitos porque o valor da farinha de trigo tem subido significativamente nos últimos 30 dias (na ordem de 30%) e agora todos os outros derivados acompanharam esses aumentos, especialmente o açúcar, que teve aumento na ordem de 40%", explica ele, que inclui ainda embalagens, fermento, margarina e ovos entre outros itens que vêm encarecendo.

Lauro Martins prevê que o reajuste no valor dos produtos deverá ser incluído a partir de novembro. "Acreditamos que até o fim do mês esse preço se estabilize e pare de subir e fique no patamar para que a gente possa avaliar e programar qualquer reajuste em cima dos preços. O reajuste deverá girar entre 8 a 10%, para poder cobrir todos esses custos que absorvemos nos últimos dias, provavelmente no próximo mês".

Nenhum comentário:

Postar um comentário