quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Agenor Neto denuncia agravamento da crise na saúde pública do Estado

Agenor Neto
Na manhã desta terça-feira (24/11) o deputado Agenor Neto (PMDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa para fazer um alerta sobre a crise que se instalou na saúde pública do Estado. O parlamentar estava de posse de um exemplar do jornal O POVO, que denuncia em sua manchete principal a suspensão de serviços essenciais de saúde nos hospitais polos do interior do Ceará.





Falta de estrutura

Conforme explicou o parlamentar, a reportagem aponta que o diretor clínico do Instituto José Frota, Osmar Aguiar, disse que, se houvesse uma rede estruturada em todos os municípios, muitos pacientes não precisariam se deslocar até Fortaleza para o atendimento. "Ele apenas confirma o que eu já disse aqui em diversas ocasiões. O que precisa é estruturar as unidades de saúde dos municípios do interior abaixo de 50 mil habitantes. Atualmente 54% dos pacientes atendidos no IJF são do interior", disse.  

O deputado criticou o contrato celebrado com o Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH) para administrar alguns hospitais da rede pública do Estado. "O ex-secretário da saúde Carlile Lavor deixou muito claro que, se tirasse essa empresa, nós teríamos uma economia em torno de R$ 150 milhões. E por causa dessa declaração o secretário acabou sendo exonerado", pontuou.

Má distribuição de recursos

Segundo o peemedebista, não há um único compromisso com financiamento dos hospitais polos, com exceção para o hospital regional de Sobral. "A Secretaria da Saúde do Estado diz que repassa anualmente para 36 hospitais polos de todo o Ceará um montante de R$ 135,5 milhões. E somente para o hospital de Sobral são investidos R$ 142 milhões ao ano. Vocês acham que existem compromissos e seriedade na distribuição desses recursos? Claro que não", respondeu. 

Falta de médicos

O parlamentar lembrou que os hospitais do interior enfrentam graves problemas devido a falta de médicos, enquanto o Governo do Estado envia diariamente um avião transportando médicos para Sobral. "E eu pergunto a vocês: será que o povo de lá paga mais impostos do que nós? Paga não" disse. "Não queremos que retirem nenhum centavo da cidade de Sobral, mas exigimos que as outras regiões tenham os mesmos direitos", completou. Fonte: Assessoria do deputado Agenor Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário