quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Deputado Agenor Neto diz ser "perseguido" e "intimidado" por cobrar obra atrasada

Agenor tem sido a voz forte na AL
O deputado Agenor Neto (PMDB) disse na Assembleia estar sendo alvo de “perseguição” e “intimidações” da Secretaria de Turismo do Estado (Setur) após cobranças suas contra o atraso das obras do Centro de Eventos de Iguatu, no Centro-Sul cearense. Segundo o deputado, que é da oposição, a obra está parada há dez meses porque o prefeito é opositor ao Governo do Estado.

Segundo Agenor, pessoas ligadas ao governo teriam o intimidado a parar com as cobranças, sob pena de “provocar a ira” do secretário de Turismo, Arialdo Pinho. “Esse comportamento antidemocrático do secretário do Turismo, Arialdo Pinho, não me intimida. Não adianta mandar nenhum recado”, disse Agenor, ex-prefeito de Iguatu e liderança política na região.

Ele afirma que obras do Centro de Eventos estão paradas há dez meses, apesar de a obra já estar 95% concluída. “Falta só um aditivo de prazo para a Prefeitura concluir a obra dez vez. Mas a Setur não assina”, diz Agenor. Ele afirma que se reuniu com diversas lideranças do Estado, que se comprometeram a ajudar no caso, mas estariam tendo resistências de Arialdo.

Setur nega

A Secretaria de Turismo do Estado rebateu as acusações do deputado. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, o convênio para o Centro de Eventos não foi assinado pois, na época em que era possível fazer o aditivo, a Prefeitura estava em situação de inadimplência. “(Isso) impossibilitou, legalmente, o prosseguimento do trâmite”, afirma.

A Setur também destaca que o contrato foi firmado na gestão passada, quando Arialdo não era secretário de Turismo. A reportagem também tentou entrar em contato direto com o secretário, mas ele se encontrava em viagem oficial a Londres, no Reino Unido. Fonte: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário