quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Falta de recursos agrava funcionamento do Hospital do Coração de Barbalha

A falta de recursos está agravando o funcionamento do Hospital do Coração do Cariri. A cada dia aumenta a fila de espera por cirurgias eletivas, que estão suspensas, somando já 84 pacientes e com atendimento incerto porque o serviço está paralisado pela falta de verba.

A unidade, recebe um teto financeiro de R$ 274 mil por mês do Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Saúde do Município, para pagamento de procedimentos realizados no hospital. Segundo o gestor de relações públicas do hospital, Egberto Santos, esse valor não é suficiente para amparar a demanda de doentes cardíacos "Se hoje o Ministério dobrasse esse valor, ainda não seria o suficiente para atender toda a demanda de pacientes cardíacos", afirma.

De acordo com o diretor administrativo da unidade de saúde, João Correia Saraiva, 90% dos atendimentos realizados pelo HCC são pelo Sistema Único de Saúde (SUS), para procedimentos de alta complexidade, como cirurgias cardíacas, angioplastias e implantes de marca-passo, os valores repassados pelo sistema são insuficientes. Em nota, o Ministério da Saúde afirma que "em face da crescente demanda por cirurgias cardíacas junto ao Hospital do Coração do Cariri (HCC), os recursos transferidos ao Município de Barbalha para o custeio dos procedimentos de média e alta complexidades, são repassados, após a auditoria dos procedimentos, aos hospitais credenciados e demais unidades da rede pública e privada".

Nenhum comentário:

Postar um comentário