quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Fosfoetanolamina: Ministério da Saúde determina estudos sobre a droga

De acordo com o Marcelo Castro, ministro da Saúde, o ministério criará um grupo de trabalho para analisar os efeitos e a segurança da fosfoetanolamina, substância associada a casos de cura de câncer. O anúncio foi feito por meio de uma portaria publicada no Diário Oficial da União. 

O Ministério da Saúde financiará e colocará os laboratórios públicos a disposição dos pesquisadores. O objetivo é chegar o quanto antes a um parecer final sobre a fosfoetanolamina. As informações são do jornal gaúcho Zero Hora. 

Polêmica

O composto foi sintetizado pela equipe de pesquisadores do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos, há cerca de 20 anos. Após a popularização da substância, ela chegou a ser conhecida como “pílula do câncer”, pela suposta capacidade de destruir tumores malignos. 

No entanto, a substância não passou oficialmente pelas etapas exigidas pela legislação, que prevê uma série de pesquisas antes de um medicamento ser liberado para o consumo humano. 

Cautela

Segundo o ministro, existe uma "torcida" para que o produto tenha efetividade e que seja seguro. No entanto, existe a preocupação de que o alarme criado em torno da pílula leve pessoas a abandonar tratamentos comprovadamente eficientes para se aventurar em uma droga que não cumpriu os protocolos científicos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário