quinta-feira, 5 de novembro de 2015

País pode ter 11 milhões de desempregados em 2016, alerta Tasso Jereissati

Tasso Jereissati (PSDB-CE)
O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) apontou a falta de liderança da presidente Dilma Rousseff como um grave problema para superar as crises política e econômica.

Em discurso no Plenário do Senado nesta quarta-feira (4), ele analisou a situação do País – nos planos nacional e internacional, criticou a relação do PT com o Governo, cobrou a defesa das medidas econômicas pela Presidente e apresentou rumos, para que o “Governo possa dar essa volta que o Brasil espera e exige”.

Na sua análise, a primeira atitude a ser adotada pelo Governo Dilma é a absoluta intransigência com a corrupção. Em seguida, apontou que é preciso “humildade para reconhecer os erros, criatividade para encontrar novas soluções, transparência e franqueza na relação com a sociedade – expondo a real situação do País e as verdadeiras razões da crise e autoridade e liderança”.

Ele ainda destacou que é preciso que o Governo adote a “ identidade de discurso e coerência com a prática. É preciso que o PT assuma seu papel como principal Partido de sustentação da Presidente Dilma”. E,  acima de tudo, “coragem para enfrentar os interesses de grupos que se cristalizaram no poder e servem apenas para defender seus próprios privilégios".

PT X Governo

No discurso, Tasso afirmou que Dilma e o PT padecem de uma crise de identidade, mudam de discurso e personalidade a depender do momento e da plateia. Como exemplo, advertiu que “é impossível mobilizar a sociedade em torno de qualquer política econômica, quando o Ministro da Fazenda é bombardeado pelo próprio partido da Presidente “.  

Tasso indagou “Este é ou não um governo do PT? Quando o Partido dos Trabalhadores vai assumir os ônus e as responsabilidades inerentes a quem governa?” “Será que a presidente acredita nas próprias medidas?” “Essa forma de agir acaba com o que resta de credibilidade ao governo” cobrou Tasso ao mencionar o boicote do PT ao Ministro Joaquim Levy.

Bolsa-Família

Tasso advertiu ainda que “por ter perdido a bandeira da ética” o PT agora inventa que o ajuste vai afetar os programas sociais, para posar mais uma vez, de defensor dos pobres. “É mais um engodo.

Foi um deputado ligado ao Governo que trouxe essa proposta, para armar um cenário em que o PT e o governo vão aparecer como bons moços.”. “O Bolsa – Família é uma conquista do povo brasileiro. Foi gestado nos governos do PSDB e lutaremos para preservá-lo.”, garantiu o Senador Tucano.

O senador ainda chamou atenção para o grande número de desempregados no país e alerta que o número pode ultrapassar 11 milhões de pessoas desocupadas em 2016. 

Um comentário:

  1. Uhummmmm.... Com Certeza Bemmmmmmmmmmmm Inferior ao Quantitativo que Em Situações Semelhante SE (DEUS NOS LIVRE DE TAL MAL) fossemos Governados Pelos "Tucanos"...
    #PTralhasSempre #PTralhasNopoDer #PetrlhasNogoVernoAtédarUmaDor #MorredoBofeNegada #EoParquedoCocó

    ResponderExcluir