quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Pesquisadores cearenses estudarão nova substância para tratamento de câncer

Pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFC) farão parte de uma comissão nacional criada para estudar uma nova substância que poderá ser utilizada nos tratamentos de câncer, a fosfoetanolamina. Além da instituição, as universidades federais do Rio de Janeiro e de Santa Catarina também participarão do projeto, coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. 

Os estudiosos cearenses são membros do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos da UFC, dirigido pelo professor Odorico de Moraes. Segundo ele, é preciso analisar os níveis de segurança e eficácia da substância, que ainda não tem comprovação científica. Para isso, serão executados trabalhos clínicos e pré-clínicos que podem levar mais de um ano e meio. 

A pesquisa está orçada em aproximadamente R$ 10 milhões e será realizada em parceria com a Fiocruz e o Instituto Nacional do Câncer, que já possuem equipes analisando a fosfoetanolamina. 

Caso os resultados do trabalho sejam  positivos, a comercialização de substância deve demorar alguns anos para acontecer. Somente após os testes de eficácia e segurança o composto passará a ser produzido pela indústria farmacêutica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário