segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Ceará receberá 3 toneladas de larvicida para prevenção contra Zika, dengue e chickungunya

Ceará e eliminar as larvas do mosquito, o Ministério da Saúde (MS) liberou, nesta segunda-feira (14), 3 toneladas de larvicida para o Estado. O inseto é responsável pela proliferação de casos de dengue, Zika e chickungunya. 

Segundo o órgão, a quantidade corresponde à demanda da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e é suficiente para proteger 1,5 bilhão de litros de água, o que equivale a 600 piscinas olímpicas. O larvicida é utilizado quando não é possível eliminar o foco de água parada, local de reprodução do mosquito.

A intenção do MS é abastecer a Sesa com o que o órgão considera um dos principais meios para eliminar as larvas do mosquito. Em 2015, entre janeiro e dezembro, o Ministério afirma já ter enviado 17,3 toneladas para Ceará. 

Ao todo, 17,9 toneladas do produto foram enviadas para estados das regiões Nordeste e Sudeste. Cada quilograma do larvicida é capaz de tratar 500 mil litros de água. No ano, todos os estados do País receberam 114,4 toneladas de larvicida, quantidade suficiente para tratar 57,2 bilhões de litros de água.

Para o ano que vem o Ministério da Saúde já adquiriu mais 100 toneladas do larvicida, o que seria suficiente para garantir o abastecimento até junho de 2016. A aquisição do produto para o período entre outubro passado e junho próximo custou cerca de R$ 10 milhões.

O MS destaca que os insumos são admitidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), admitindo-se o uso da água tratada para o consumo humano. 

De acordo com o órgão, a mobilização de agentes comunitários de saúde, agentes de combate a endemias, a compra de insumos e a disponibilidade de equipamentos para aplicação de inseticidas e larvicidas integram uma das três frentes de mobilização e combate ao mosquito, dentro do Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia, lançado este mês pela presidente Dilma Rousseff e o ministro da Saúde, Marcelo Castro.

Adulticida

Neste ano também foram distribuídos 8.402 litros e 132 kg de adulticida no Ceará. A substância é utilizada nos fumacês, e na aplicação residual em pontos estratégicos (ferros velhos, borracharias, entre outros). O produto mata o mosquito já na fase adulta. Em todo o País foram entregues 431.232 litros e 11,1 toneladas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário