terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Chapa da oposição vence votação para comissão de análise de Impeachment

Momento da votação
Com 272 votos, a chapa da oposição foi eleita para compor a comissão que vai analisar pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. A chapa oficial, do Governo, obteve 199 votos.

A chapa eleita  é formada, em sua maioria, por deputados que fazem oposição ao governo e tem 39 inscritos. 

O início da votação foi marcada por um tumulto entre parlamentares. Deputados da base governista quebraram urnas na tentativa de obstruir a votação secreta. 

O presidente da Casa, Eduardo Cunha, afirmou que a eleição complementar das vagas não preenchidas será feita quarta-feira (9). Os nomes poderão ser indicados até às 14h. Poderão se candidatar apenas deputados dos partidos aos quais cabe a indicação.

Segundo os blocos formados no início da legislatura, faltam ser indicados, no bloco PMDB/PP/PTB/DEM/PRB/SD/PSC/PHS/PTN/PMN/PRP/PSDC/PEN/PRTB, 4 vagas de titulares e 14 de suplentes.

No bloco PT/PSD/PR/Pros/PCdoB precisam ser preenchidas 15 vagas de titulares e 17 de suplentes. Para o bloco PSDB/PSB/PPS/PV há 1 vaga de titular e 5 vagas de suplentes.

Ao PDT, caberá preencher duas vagas de titulares e duas de suplentes. Com um titular e um suplente a preencher, estão os partidos: Psol, PTC, PTdoB e Rede.

Veja quais são os próximos passos: 

- Votação suplementar
Elegerá os membros da comissão para as vagas restantes

- Definição de funções
Uma vez instalada, a comissão se reúne para eleger o presidente e o relator -não há data marcada

- Decisão
A comissão vota um parecer e, qualquer que seja o resultado, o caso vai ao plenário da Câmara

- Veredito
Se ao menos 342 deputados avalizarem o impeachment, a presidente é afastada por 180 dias. O vice assume e o caso vai ao Senado

- Desfecho
Se ao menos 42 senadores a condenarem, a presidente fica inelegível por oito anos. O vice terá que completar o mandato. Fonte: DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário