quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

WhatsApp é liberado pela Justiça e já volta a funcionar

O WhatsApp já começa a voltar aos usuários do aplicativo em todo o Brasil. O Tribunal de Justiça de São Paulo suspendeu decisão que bloqueou o aplicativo no País por cerca de 12 horas nesta quinta-feira (17).

Conforme decisão do desembargador Xavier de Souza, “em face dos princípios constitucionais, não se mostra razoável que milhões de usuários sejam afetados em decorrência da inércia da empresa” em fornecer informações à Justiça.

O desembargador afirma ainda que “é possível, sempre respeitada a convicção da autoridade apontada como coatora, a elevação do valor da multa a patamar suficiente para inibir eventual resistência da impetrante”.

Xavier de Souza já foi favorável ao aplicativo em outros dois momentos quando se pediu o bloqueio do WhatsApp.

Operadoras estão sendo notificadas

As operadoras já estão sendo notificadas para restabelecimento total do serviço.  Vários usuários de todas as operadoras já relatam que o WhatsApp está funcionando normalmente.

Segundo comunicado recebido agora, a rede da Oi está liberada para utilização do aplicativo WhatsApp. “A companhia informa que obteve liminar na Justiça suspendendo o bloqueio do aplicativo whatsapp, que havia entrado em vigor à zero hora desta quinta-feira (17/12), por determinação judicial dada em primeira instância. Tão logo recebeu ontem (16/12) a ordem de bloqueio, a companhia tomou todas as providências para cumprir a medida e realizou o bloqueio em sua rede conforme a decisão judicial, mas também decidiu recorrer contra a decisão, para preservar os interesses de seus consumidores”, finaliza e-mail enviado para a redação.

O bloqueio do WhatsApp no Brasil gerou uma onda de indignação e piadas nas redes sociais, no Brasil e no exterior. O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, publicou mensagem em sua conta na rede social criticando a decisão judicial da última quarta-feira.

A desativação temporária do comunicador gerou críticas do criador e presidente executivo do WhatsApp, o ucraniano Jan Koum, e de diversos artistas no País.

Bloqueio

As operadoras de telefonia celular receberam determinação judicial na tarde de quarta (16) para bloquear o funcionamento do aplicativo WhatsApp em todo o território nacional por 48 horas, a partir da 0h de quinta. A suspensão se deu por conta da investigação de uma quadrilha de roubo a banco e caixas eletrônicos.

A determinação foi uma punição ao Facebook, dono do WhatsApp, que não liberou mensagens usadas pelos criminosos no aplicativo.

A medida foi cumprida pelas operadoras e o serviço ficou indisponível tanto através das redes 3G e 4G quanto das conexões Wi-Fi.

A medida foi imposta sob pena de multa pela Justiça de São Paulo por meio de uma medida cautelar, mas o autor da ação foi mantido sob sigilo.

A Justiça em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, determinou a derrubada do WhatsApp por 48 horas, desde a madrugada desta quinta-feira (17) em todo o Brasil, por causa da investigação de uma quadrilha de roubo a banco e caixas eletrônicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário