terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Estudo aponta que o Brasil pode ter pior recessão da história

Estudo do banco Credit Suisse mostra que o desempenho econômico do País que já está ruim pode se agravar ainda mais, com um período de contração de três anos seguidos, fato inédito desde o início da série histórica, em 1901. Dessa forma, o País teria sua pior recessão da história. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

De acordo com o estudo, as projeções do Produto Interno Bruto (PIB) para 2016 continuam piorando. O Credit Suisse estimava contração de 3,5% do PIB para 2016, mas agora elevou a estimativa para 4%. E para o próximo ano, a expectativa é de que haja um recuo de 0,5% a 1%.  A última vez que o PIB encolheu por dois anos seguidos foi entre 1930 e 1931, efeito da terrível crise conhecida como "Grande Depressão". 

Reação semelhante

Além do Credit Suisse, o Itaú Unibanco disse esperar uma contração de 4% do PIB em 2016 e projeção de recuo de 0,3% para 2017. Já a consultoria MB Associados projetou dois cenários: se a presidente Dilma continuar no governo, haverá uma retração de 4,1% em 2016, e 1% em 2017. Caso saia, o cenário apontado é mais positivo, com recuo do PIB em 2016 de 3% e expansão de 0,6% em 2017. 

Taxa de desemprego

Ainda de acordo com o estudo do Credit Suisse , a taxa de desemprego, que foi de 6,8% em 2014, deve ser de 8,3% em 2015,  chegando a 13,5% em 2017. Já o Itaú espera que o índice ultrapasse 13% no próximo ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário