segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Presidente da Caixa Econômica diz que não vai haver prorrogação de saque de contas inativas

Occhi diz não ter possibilidade de prorrogação
O presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, disse que "não há possibilidade" de prorrogação do período de saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). "Não haverá prorrogação. Acreditamos que o governo já fez um grande gesto", disse Occhi. "Foi uma grande medida do governo federal", completou. Segundo a Caixa, há 6,79 milhões de contas com R$ 5,85 bilhões a sacar.

Occhi comentou que apenas alguns casos poderão sacar os recursos até 31 de dezembro de 2018: trabalhadores com doença grave ou que estão ou estavam presos no período normal de saque que terminou em julho. Nesses casos, é preciso levar documentação que comprove a situação à Caixa para a retirada de recursos.

Além desses casos, o presidente disse que os cotistas poderão sacar o dinheiro nos momentos tradicionais: para compra de imóvel, em caso de aposentadoria, em caso de doença grave ou após três anos de inatividade da conta.

Occhi comentou ainda que o presidente Michel Temer deve anunciar nesta semana a distribuição de dividendos das contas do FGTS. O presidente da Caixa disse que não poderia antecipar os dados aos jornalistas. Fonte: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário